20.8.17

CRIMES DE HONRA NO MUNDO ISLÂMICO

Os Crimes de Honra do Mundo muçulmano são uma das manifestações mais asquerosas da selvajaria islâmica.
E não se pense que só se praticam nos confins do islão.
Não é verdade!
Já há relatos dessa barbárie nas comunidades islâmicas na Europa, incluindo a vizinha Espanha.
Segundo a mais do que insuspeita Al Arabia, no Paquistão houve quase mil assassinatos de mulheres e raparigas sob o pretexto de salvar a "honra" da família.
Nunca é demais relembrar que os autores-assassinos são membros da família das vítimas.
Mais uma prova do asco que merece esta "cultura" tão defendida pela esquerda e pelos ateus no Ocidente...
Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és...

Etiquetas: , , ,

17.8.17

TRUMP; CLINTON (II): JASON KESSLER

JASON KESSLER.
Este nome não diz nada.
Com certeza que não!
Porque então ser colocado no post?
Porque JASON KESSLER foi um dos líderes da manifestação "Racista" e Nazi em Charlottesville.
E porque Kessler já era nome conhecido.
Sim; Foi um dos líderes do Gang "Occupy Wall Street".
Foi um líder de organização jovem que apoiou Barack Obama.
E assim aparece a ponta do fio que nos vai explicar a VERDADE da manifestação "racista".

Etiquetas: , , , , , , ,

15.8.17

TRUMP; CLINTON: E O DESESPERO DOS MEDIA

Com a eleição de Trump, os media ocidentais ( mais os aliados enterrados em crimes até ao pescoço...) entraram em desespero alucinante.
O caso não é para menos: dada como garantida a conquista da Casa Branca por Hillary, num assomo de facciosismo paranóico como raramente se tem visto, os "leftists and liberals" da politica, de Hollywood, dos media, completamente tresloucados, embarcaram em campanhas de azia, mau perder (ou seja, anti democratas!), arruaças, destruições de bens (menos dos apoiantes dos criminosos Obama/Clinton!), calúnias, insultos, ameaças de morte, ilegalidades graves e inconstitucionais,  impeachment..enfim, demonstração de cabeça perdida e demência mental.
Para quem seguiu com regularidade a campanha, não foi surpresa nenhuma. Nos comícios (rally) de Trump havia multidões, Hillary tinha meia dúzia de militantes. Tim Kaine, o seu colega de cartaz, teve que desmarcar vários rallies...porque não tinha público.
Convém recordar factos históricos que os media esconderam nos próprios lixos: o partido democrata sofreu a nível nacional, ou seja, nas eleições estaduais, a maior derrota em mais de 120 anos!!!
Tal era o ódio popular a Obama e Clinton!
Obviamente, escondido e censurado nos media.
Esta mais do que provado (até pelos próprios...) que os "antifa" são pagos por SOROS, o maior especulador financeiro do planeta, financiador de Obama e Clinton, e de muitas ONGs ..enfim, coitadinhos, que se arrogam progressistas: ou seja, são filhos do capitalismo mais podre e selvagem, a par do Chinês e islâmico, do Mundo!
Mas os sinais de demência tresloucada dos media, políticos, estrelas, etc. assume contornos de histeria ainda mais grave se compararmos as politicas de Bill Clinton e Trump!
Em 1992, Bill iniciou a construção do muro na fronteira com o México.....mil kilómetros mais propriamente!
O mais grave, no entanto, foi o discurso no Congresso a justificar a obra: puro racismo, xenofobia, arrogância com os Hispânicos!
Não faço o link...obviamente, mas é fácil ver no "youtube"!
E as TVs fizeram questão de mostrar a "vedeta" Hillary a bater palmas com entusiasmo ao racismo, xenofobia, arrogância, cinismo do Bill....
Ou seja, muito mais racista e xenófobo que Trump.
Então, pergunta-se: esses desgraçadinhos que se arrogam anti racistas, blá, blá, apoiaram o Bill, e agora, caladinhos como ratos, covardes, vomitam calúnias sobre o Trump?  e as palmas da Hillary?
Metem dó estes "progressistas"! Até se dizem defensores dos Direitos Humanos!
Mas há mais!
Bill também ameaçou a Coreia do Norte, com discurso no Congresso!
Também se pode ouvir no "youtube"!
Então, em que ficamos?
Que facciosismo doentio, paranóico, desesperado, tresloucado desta cambada?
Escondem os discursos do Bill, muito piores do que os do Trump (na visão dessa cambada histérica), e grunhem insultos ao Donald, como se não tivessem feito pior?
E os mercenários de SOROS, arruaceiros, pirómanos, criminosos que espalharam crimes durante mais de meio ano, sem qualquer intromissão dos "racistas"....agora queixam-se?
O grande problema dos "liberals and Leftists" e dos seus lídeeres é que cometeram muitos crimes, mesmo crimes contra a humanidade (financiamento do estado Islâmico por Obama, por ex.), e a justiça EUA já não está controlada pela máfia Soros/Clinton/Obama/Lynch,,ao contrário do que se propaga nos media.
É que estes pobres coitados ainda não perceberam que esconder os crimes daquele gang não faz desaparecer os factos criminosos....!!!Apenas não são noticiados!
A revolução popular que levou Trump ao poder vai continuar. Porque é a vontade da maioria do povo! Seja com Trump ou com outro líder.
E vai ser exemplo para o mundo....para bem da civilização, dos direitos humanos e do progresso da humanidade!

Etiquetas: , , , , , , , , ,

31.7.17

ANTÓNIO GENTIL MARTINS

António Gentil Martins deu uma entrevista recente que fez vir ao de cima o carácter persecutório, trauliteiro, intelectualmente mesquinho, sem inteligência para conseguir discutir da esquerda que se gaba de ser "progressista", vejam só.
Não concordo com algumas das frases do médico exemplar; por exemplo, sobre Cristiano Ronaldo. Acho muitíssimo pior a adoção de crianças por casais homossexuais. No caso do Cristiano, o filho tem todo o carinho da família. Sobre os filhos dos casais LG, bem, sofrimento atroz, como se viu em recente divórcio de casal gay.
Sobre o resto da entrevista, totalmente de acordo, como é óbvio.
Pedindo desculpa ao Dr. José Ribeiro e Castro, copiei o texto exemplar que escreveu no "Observador", em que desmascara sem hipótese de defesa cabeças fraquinhas de pensamento único que tentam dominar a cultura ocidental.
"António Gentil Martins, um dos médicos mais notáveis da vida portuguesa, grande cidadão, homem bom. Se há justiça em Portugal e a queixa disciplinar versa sobre a matéria dessa entrevista – aquilo que se chama uma entrevista de vida –, o caso só pode resultar em público louvor e testemunho de gratidão a tão brilhante veterano da nossa saúde.
O que aprendemos (ou recordamos) com a entrevista de Gentil Martins?
Isto! Criou a primeira unidade multidisciplinar de oncologia pediátrica no mundo – não é coisa pouca. É um reputado cirurgião pediátrico e plástico. Tem 87 anos de idade e continua a trabalhar, depois de reformado por lei há 17 anos no Hospital de D. Estefânia, quando atingiu os 70. Permanece activo como cirurgião, no privado, a tratar e a salvar, e como consultor no “seu” IPO, a consolidar e transmitir experiência. Tem 63 anos de carreira hospitalar, sobretudo na Estefânia e IPO. Realizou mais de 12.000 cirurgias, destacando-se a separação de gémeos siameses. Quantos lhe devem cura, alívio, a vida? Quantos lhe devem felicidade e melhor qualidade de vida? Recebeu vários prémios – só neste ano, o Prémio Manuel Sobrinho Simões, da Liga Portuguesa contra o Cancro, e o Prémio Nacional da Saúde. É continuador de longa linhagem familiar na medicina portuguesa, desde meados do século XIX. Cresceu sem pai, morto precocemente num acidente de tiro, tendo sido criado apenas pela mãe. Quando se formou, em 1953, trabalhou dois anos sem receber, até obter reconhecimento bastante. Fez uma especialização de 3 anos em Inglaterra, em regime intensivo. Dedicou-se a cirurgias pediátricas, porque gosta muito de crianças e para tratar e corrigir malformações congénitas. Chegava a ir ao hospital com o pijama debaixo da roupa. Nunca discriminou um doente e trata todos por igual, nomeadamente heterossexuais ou homossexuais. O único lamento que carrega é o de ter prejudicado a vida familiar pela extrema dedicação à medicina, aos hospitais e aos doentes. Ousou inovações de tratamento oncológico contra protocolos internacionais estabelecidos, provando o seu sucesso e ajudando a estabelecê-las, mundialmente, como novas práticas médicas. Condena bruxos e charlatães. Denuncia a vigarice organizada em torno das células dendítricas e da exploração da ansiedade de doentes e seus pais.
Em matéria da competência disciplinar da Ordem dos Médicos não se tira desta entrevista – mais, não se tira desta vida! – nada que seja reprovável, antes quadro de honra e de exemplo. Em Portugal, Estado de direito democrático, creio que, se a Ordem dos Médicos ainda é Ordem e ainda é dos Médicos, o Conselho Disciplinar não poderá deixar de concluir por uma de duas: ou afirmação de incompetência estatutária para apreciar a queixa apresentada; ou mais um louvor ao exemplo de vida do seu antigo, insigne e bondoso bastonário.
Houve um trecho que desatou esta fúria. Não se tratou daqueles em que Gentil Martins confirma ser católico praticante e se assume democrata-cristão, “mais à direita do que à esquerda”. Também não foi o trecho em que verbera Cristiano Ronaldo por ter recorrido a barrigas de aluguer e em que se alastrou no seu, como diria Mário Soares, “direito à indignação”. Foi a parte em que afirmou que a homossexualidade «é uma anomalia, é um desvio de personalidade». Não discrimina, mas não aceita promovê-la – diz.
Ainda o “Expresso” estava quentinho e a manhã de sábado não chegara ao fim e já a deputada Isabel Moreira expedia o comando, por telegrama em caixa alta no Facebook: «URGENTE UMA DENÚNCIA À ORDEM DOS MÉDICOS». Emitia também a sentença: «Estas declarações violam a deontologia médica». O caso disciplinar da Ordem arranca daqui.
Também no Facebook, critiquei esta posição, o que Isabel Moreira (infelizmente, como é seu hábito) distorceu, a fim de desfocar o que eu disse e tentar vitimizar-se – quando se diverge, convém manter alguma honestidade, para a discussão poder seguir e não descair em zaragata. Em momento algum, acusei Isabel Moreira de ser da Gestapo ou da Stasi. Escrevi que «segue a escola de direitos humanos da Stasi e da Gestapo», o que é diferente e é rigorosamente verdade. Porquê? Porque Isabel Moreira tem-se especializado em perseguir e ordenar perseguições a cidadãos e a profissionais com base nas suas convicções, opiniões e afirmações, o que era uma das tarefas da Gestapo e da Stasi. De outras polícias políticas também. É um triste ofício e, não raramente, tenebroso.
Podemos constatar que esta obsessão com ordens profissionais e sua subjugação ideológica tornou-se não só uma mania da deputada e dos que a acompanham, mas um verdadeiro programa político. O propósito é claro: usar os poderes de autoridade pública das Ordens para perseguir, difamar e confinar os profissionais desafectos, impondo a agenda ideológica isabélica e condicionando a própria liberdade técnica, científica e profissional. Em qualquer Ordem, este programa é um abuso. Nas Ordens relacionadas com a saúde, o programa é um perigo – um perigo para a saúde pública.
Já há algum tempo que Isabel Moreira emerge a capitanear profissionais e dirigentes alinhados, como o guru destes movimentos disciplinares – melhor, direi a gurua, para não ferir hipersensibilidades de género e acreditando que a palavra se diz tal como perú e perua.
Por exemplo, no fim do ano passado, Isabel Moreira ingeriu grosseiramente no período eleitoral na Ordem dos Psicólogos. Por essa época, escreveu no “Expresso” um artigo elucidativo, cujo título diz tudo do descoco extremista em que anda: «Pode um psicólogo violar a Constituição?» Na altura pareceu ter dirigentes da Ordem dos Psicólogos por conta. Agora, também em médicas, surgiram esbirros servis à instrução Facebook – todas as classes podem albergar bufaria, delação, velhacaria traiçoeira, gestos pidescos. É da natureza humana, capaz do melhor e do pior também.
Se eu fosse a um psicólogo ou a um médico e este me mandasse esperar porque tinha de ir ver a Constituição, ou tal cena se passasse com alguém da minha família, aí, sim, é que eu faria queixa à Ordem, por estar diante de alguém manifestamente inapto para atender doentes. Os profissionais de saúde devem agir unicamente de acordo com as regras da sua arte e ciência, dando o melhor das suas capacidades técnicas. Algum que tenha a Constituição como fonte é porque não bate bem – e precisa de ir descansar. Seria de fugir a sete pés desse consultório.
Porém, a pergunta já tem inteiro cabimento aplicado à própria: «Pode uma deputada violar a Constituição?» Pelos vistos, pode. Não deve, mas, se for Isabel Moreira, acha que pode.
A Constituição garante: «todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio» – excepto, diz Moreira, se for Gentil. A Constituição assegura: «o exercício destes direitos não pode ser impedido ou limitado por qualquer tipo ou forma de censura» – mas a deputada anda a montar uma maquinaria que, por vagas consecutivas de intimidação, construa apertada teia de censura e auto-censura. A Constituição estipula: «ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual» – mas Isabel Moreira e companhia pretendem ver prejudicados e privados de direitos os que têm convicções políticas e ideológicas que lhes desagradam e privilegiados e beneficiados os prosélitos. A Constituição determina: «os preceitos constitucionais respeitantes aos direitos, liberdades e garantias são directamente aplicáveis e vinculam as entidades públicas e privadas» – mas Isabel Moreira entende que só se aplicam como, quando e onde quer; e ataca como se não se aplicasse na Ordem dos Médicos quanto a Gentil Martins. Este, por autoritário ditame isabélico, deixaria de ser um par para passar a ser um pária.
A constância e a força com que a deputada se aplica a este sórdido exercício recorrente fez-me pensar que a maquinaria que pôs de pé é servida por um poderoso tractor, importado da Coreia do Norte, para onde fora pela cooperação da defunta RDA: um clássico Kirovets de 1975, o tractor soviético K-701, máquina impressiva de 13 toneladas de envergadura e 300 cavalos de potência. Um mimo! Desgastado já para usos agrícolas, ainda dá bem para triturador de opinião, e os norte-coreanos apreciam ajudar nestes usos.
O quadro em que vivemos é tanto mais deplorável quanto a generalidade dos partidos consentem, quando não estimulam, estes desenvolvimentos persecutórios, em flagrante abuso das leis e do seu espírito, dos regulamentos e da autoridade pública. O problema não é só Isabel Moreira cultivar a manipulação do Direito como amarra carcerária, em vez de ferramenta e alavanca de liberdade. O problema é tudo isto rolar sem que ninguém com peso, com voz e obrigação de voz, reaja e ponha as coisas na ordem da liberdade.
Os partidos foram capturados antes das ordens profissionais, ou bem por esta agenda, ou apenas pelo politicamente correcto – e são, assim, pilotados pela tibieza, pela cobardia e pelo silêncio, quando não pela conivência e cumplicidade. Por isso, nesta hora, os protestos estão devolvidos unicamente à pura coragem individual e espontânea que se solte da cidadania e se levante da sociedade civil – isto é, a liberdade foi confinada ao território por excelência da liberdade, porque o Estado já não a garante, antes consente ser instrumentalizado para perseguir. É aqui que estamos.
Evelyn Beatrice Hall, biógrafa de Voltaire, escreveu uma frase célebre, que ficaria colada ao filósofo francês: «Discordo do que você diz, mas defenderei até à morte o seu direito de o dizer.» É uma bela frase clássica da liberdade de expressão, normalmente atribuída ao próprio Voltaire. Isabel Moreira e as duas médicas mancomunadas não conhecem a frase, nem a ideia; ou, se a conhecem, violam-na, tal qual a Constituição.
Percorrendo a literatura produzida por Isabel Moreira nestes exercícios persecutórios, constata-se a sua absoluta frieza policial e a implacável determinação do ódio que vocifera e com que pontapeia os seus alvos. Percebe-se que não vacila, nem recua diante do olhar de um homem ou de uma mulher, não hesita defronte da humanidade, não se impressiona com a condição humana, não se comoveria diante do choro de uma criança. Este caso de Gentil Martins mostra à sociedade e à saciedade que não respeita uma carreira, que não venera a idade, que não presta honra a um exemplo profissional, que não pára diante de cabelos brancos.
Podia dizer o que entendesse. Podia irritar-se e mandá-lo bugiar. Tinha o direito – e o dever – de discordar e contrapor assertivamente as suas convicções. Mas não pode perseguir. E, muito menos, pode montar a partir da Assembleia da República uma máquina de perseguição pública, orientada contra indivíduos e visando a subjugação ideológica de profissões.
Tem obrigação de ter respeito pela casa onde se senta e que aprecia ser conhecida como a Casa das Liberdades. A canção dizia: «Não há machado que corte a raiz ao pensamento.» Sim, não há Machado. Mas, perigosamente, há Isabel. E lá foi o poeta pelo cano.
No seu post enfurecido que tudo começou, Isabel Moreira escrevia «Chega!» É verdade. Basta! Páre com isto em nome da liberdade! Discuta. Responda. Contradiga. Mas não persiga. Conheça a fronteira da liberdade e não passe para o lado de lá."

Etiquetas: , , , ,

25.7.17

Orgia gay no Vaticano

Há dias, foi dado grande destaque..(como seria de esperar)...a uma suposta "orgia "gay" no Vaticano.
Teria sido descoberta e desmantelada pela "polícia" do Vaticano.
Acredito que seja verdade.
O problema não está na orgia, nem nos participantes de "per si".
O problema reside no facto de os sacerdotes, frades, monges, bispos etc...jurarem votos de castidade!
Ou seja, qualquer festa sexual, ou acto sexual, é uma violação grave dos juramentos sagrados: castidade, (além de pobreza, obediência).
Como ninguém é obrigado a ser Padre, Monge etc...( lá vão os tempos em que o futuro dos filhos nobres e não só estava quase previamente definido: armas; sacerdócio, etc.), isto significa que os festivaleiros não são dignos do exercício das funções e cargos para que foram consagrados.
Bem sei que Cristo ensinou a perdoar: na alegoria do filho pródigo, deu mais importância ao filho transviado do que àquele que sempre esteve com o pai.
E também disse:
"Há mais alegria no Céu por um só pecador que se converte do que por noventa e nove justos que não se desviam do caminho certo".
Os festivaleiros podem se arrepender e vir a ser excelentes sacerdotes!
Temos vários exemplos na História da Igreja: Saulo, perseguidor de Cristãos, transformou-se, por misericórdia divina, num dos maiores mensageiros de Cristo Ressuscitado.
E morreu mártir: S.Paulo!
Santo Agostinho viveu até aos 30 anos em permanente orgias homo e heterossexuais.
Mudou completamente a sua vida, tornou-se Padre, Bispo de Hipona (atual Argélia, onde a selvajaria islâmica destruiu toda a vida e monumentos Cristãos na sua ânsia de conquista armada no séc VII), e foi e é um dos principais Doutores da Igreja.
Esta facilidade com que os gays fazem ou fizeram a orgia no Vaticano tem muito a ver, infelizmente, com expressões erráticas, isoladas, sem inserção em conteúdo teológico ou apostólico do Papa Francisco.
Começou com a frase: se um gay se quer aproximar de Deus, quem sou eu para o impedir!
A frase em si não tem nada de novo na mensagem Cristã ou Católica nem é relevante.
Qualquer pessoa que se queira aproximar de Deus o pode fazer e ninguém o pode impedir.
As transcrições que fizemos do Evangelho assim o demonstram.
Mas essa frase foi tida pelos ateus/gays, e não só, como revolucionária, devido à ignorância crassa de que sofrem. Elton John, por exemplo, ateu fanático e confesso, até proclamou: façam desse homem um santo!
A principal revista gay dos Estados Unidos considerou o Papa Francisco personalidade do ano, dando-lhe "honras" de capa....
A comunicação social no Ocidente (Portugal incluído) muito dominada pelo lobby LGBT Francisco num Papa intocável, livre de críticas, ao contrário, por exemplo, de Bento XVI, constantemente injuriado e caluniado sem fundamento.
Mais tarde, o Papa cometeu um erro maior ao discursar na Arménia, rodeado de bispos ortodoxos.
Aí afirmou, perante o espanto e incredulidade e algum incómodo dos arménios, ( que não tinham nada a ver com o assunto, e esperavam, com certeza, ouvir meios de aproximação com Roma e a denúncia, sem rodeios, do genocídio praticado pelos Turcos Otomanos islâmicos no início do séc XX) que os católicos deviam pedir perdão aos gays!!!
Mas porquê?
Que mal fizeram os católicos aos gay?
Que se saiba, os gays são enforcados no mundo islâmico, e barbaramente perseguidos nos países comunistas....
Creio que estas frases soltas, sem nexo, erráticas, sem novidades dogmáticas ou apostólicas, ditas pelo Romano Pontífice, facilitaram ou mesmo incentivaram os gays existentes no Vaticano a abusar das suas preferências sexuais...
Pior!
Até hoje o Papa Francisco não se pronunciou sobre o escândalo, o que significa reconhecimento da responsabilidade e egoísmo e uma certa arrogância.
O mínimo que se exigia era um pedido de perdão a DEUS PAI e ao Mundo Católico.
Os Papas S. João Paulo Magno e Bento XVI pediram perdão a DEUS Pai e ao Mundo pelos crimes de pedofilia de alguns Padres....ato inédito, porque nenhuma organização se penitencia publicamente como eles o fizeram.
Também neste aspeto a Papa Francisco se situa muito longe da humildade apostólica dos seus antecessores.
Que o Espírito Santo o ilumine na direção da Igreja de Roma, a Igreja de Pedro, a Igreja de Jesus Cristo ( TU ÉS PEDRO E SOBRE ESTA PEDRA CONSTRUIREI A MINHA IGREJA), com sabedoria evangélica e humildade.

Etiquetas: , , , , ,

14.7.17

LIU XIAOBO: HERÓI DA LUTA CONTRA A BARBÁRIE COMUNISTA

LIU Xiaobo faleceu!
Talvez poucas pessoas saibam de quem se fala.
É natural.
A comunicação social no Ocidente, especialmente em Portugal, é controlada por máfias instaladas nas redações, cuja missão é, essencialmente, defender a corrupção (evidentemente de esquerda) e depois vender a barbárie e selvajaria mundiais (sejam comunista ou islâmica) como vítimas de fantasmas nascidos nas alucinações dos "jornalistas"!
Liu Xiaobo ganhou o Prémio Nobel da Paz em 2010, com 54 anos, pela sua luta incansável, pacífica, corajosa em prol da Democracia e dos Direitos Humanos na China Comunista.
Professor de literatura, escrevia artigos e panfletos (flyers) em defesa dos Direitos Humanos, Democracia, Direitos Fundamentais dos cidadãos, obviamente não aceites pelos media controlados pela feroz ditadura comunista.
Foi um dos ativistas pela democracia na célebre praça de Tiananmen, em 1989, antes da visita de Gorbachev à China como Secretário geral do PCUS e mensageiro da "perestroika" e "glasnost", ativistas esses que foram barbaramente massacrados e perseguidos pelos tanques do exército comunista Chinês; tanques contra cidadãos indefesos e pacíficos, imagem de marca do comunismo em todo o mundo!
Em 2008, foi um dos subscritores da Carta 08, manifesto pela democracia e direitos humanos; em 2009, foi preso e condenado a 11 anos de prisão por "propaganda subversiva contra o poder do Estado", infantil reconhecimento das autoridades comunistas chinesas que Democracia significa "atividade subversiva"!
Um mês depois do anúncio da atribuição do Prémio, as autoridades comunistas prenderam outros ativistas da democracia: Mo Shaoping, advogado da maior parte dos ativistas; Guo Xianliang, engenheiro na província de Yunnan, amigo próximo de Liu; Wang Lihong; Wu Gang; Zhao Changqing.
Bao Tong, que foi conselheiro do antigo primeiro ministro Zhao Zyiang afastado por ser "demasiado liberal", acusou Xi Jiping, o atual chefe máximo dos assassinos comunistas chineses, de ser responsável direto pelo homicídio de Liu.
Liu sofria de cancro em fase terminal; apenas em 23 de maio de 2017, as autoridades chinesas diagnosticaram o cancro, numa manifestação de desprezo e cinismo perante a evolução da doença e proibiram Liu de ser tratado no estrangeiro, como pediu.
Nem em Taiwan, que Pequim considera fazer parte da China Comunista!
Foi levado para um hospital da província de Liaoning.
Liu Xa, esposa de Liu Xiaobo, ficou em prisão domiciliária, tal o medo que os assassinos comunistas tinham de um ser humano indefeso e pacífico e em sofrimento!
Em 2011, um grupo de laureados com o Prémio Nobel da Paz solicitou a Pequim a "imediata e incondicional libertação" de Liu Xiaobo.
Quem foram?
Pois: Shirin Ebadi; Jody Williams; Mairead Maguire; Betty Williams; Desmond Tutu e Vaclav Havel.
Os políticos, em especial da União Europeia, curvaram-se covardes perante a selvajaria e o dinheiro comunista Chinês.
A Europa não tem autoridade moral para dar lições a ninguém, embora muitas vezes manifeste essa arrogância para esconder as selvajarias islâmica e comunista.
Veremos se o nome deste herói, como de Andrei Sakharov, permanece esquecido no ensino dos Direitos Humanos no planeta e na toponímia de Portugal, ao contrário de outros notórios assassinos como Fidel e "Che"....

Etiquetas: , , , , , ,

28.6.17

FRANÇA e MACRON: Um País; Dois Sistemas

Macron caíu da alta finança no Governo socialista de Hollande, saltou do governo quando víu que o mesmo não tinha futuro, e, com a alta finança internacional e islâmica do petróleo a vender o produto, ganhou as eleições presidenciais e legislativas francesas.
O melhor candidato, o mais preparado, François Fillon, levou com estrondo, em cima da campanha, com "investigações" judiciais que, como era de prever, desapareceram totalmente dos media após as eleições!

Ou seja, a alta finança internacional e islâmica queimou Fillon, para o seu ponta de lança, Macron, ganhar!

Macron, e o seu conjunto de apoiantes e políticos aparecidos do nada, não têm suporte ideológico: move-os a argamassa do poder.
Daí não ser surpresa os casos de conflitos de ética que tombaram já cerca de meia dúzia de ministros...e muitos mais casos vão ocorrer.
Tal como aconteceu com Hollande há cinco anos ( que foi martelado pelos media como o milagreiro do fim da austeridade e combatente invencível anti Merkel...), também Macron vai ser um fiasco, um flop...
Para já, ficou enredado e dependente de Merkel.
Por outro, fez voz grossa contra a Polónia, Hungria e Eslováquia, qual micro-Napoleão, para levarem com os "refugiados" islâmicos, e consequentes matanças de inocentes.

Ora, como já esclarecemos, a França vive com dois sistemas legais, judiciais, administrativos, enfim, dois sistemas de Estado totalmente opostos.
E que fez/faz Macron perante isto? Nada: assobia para o lado e deixa a selvajaria islâmica à solta.
E quer obrigar outros a aceitar esta incongruência de consequências nefastas!
Com o aumento exponencial de população islâmica e de mais migrantes/refugiados, a França arrisca-se a ser o primeiro país dos carniceiros da "sharia" na Europa....a não ser que Marine ganhe daqui a cinco anos, o que se afigura cada vez mais possível.
Veja-se a receção triunfal em Amiens na fábrica da Whirlpool, enquanto Macron foi assobiado.
Entretanto, as vítimas da selvajaria islãmica da aplicação da "sharia" nem merecem uma vírgula dos media nem dos políticos...
Triste França....onde a maçonaria da, e desde, a Revolução Francesa te conduziu...

Etiquetas: , , , , , ,

26.6.17

As FAKE NEWS (NOTÍCIAS FALSAS) da Célebre CNN

Muito se falou de "fake news" nas eleições presidenciais EUA.
Curiosamente, os media culpavam os grupos de apoio a Trump de espalharem as tais notícias falsas.

Nada mais errado!

Quem inventou, e muito, notícias contra alguém foi a CNN de forma completamente tresloucada, em desespero, seguida pelos outros ""intocáveis"" dos media EUA: NYT; WP; LAT; CBS; NBC; ABC,,,etc,

Alguns desses factos anti Trump até convenceram muitos neurónios frágeis que era possível um...."impeachment"!
Só se fosse para rir à gargalhada...
Nos últimos tempos, foi a intromissão da Rússia/Putin nas eleições para Trump ganhar...
Só de inteligências fracas poderia ter surgido esta revelação...
Putin tratou Obama/Clinton como palhaços:

 anexação da Crimeia; anexação de facto do leste da Ucrânia; anexação de facto de regiões separatistas na Geórgia; intromissão no Médio Oriente....
Tudo com Obama/Hillary de braços cruzados..a olhar para a pré História!

Porque haveria Putin de querer outro Presidente, se a dupla Obama/Hillary o deixou expandir o império?

Depois de tanto baterem na mentira dura, incluindo a audição do ex.Diretor de FBI no Senado, vem agora a CNN (em descalabro de audiências por força do boicote do povo EUA..., que incluíu já seis despedimentos de figuras importantes...) reconhecer que ERROU,,,INVENTOU,,,QUIS DESTRUIR TRUMP...com fake news!

E vai rever toda a história inventada sobre a intromissão Russa na vitória de Trump

Etiquetas: , , ,

10.6.17

FRANÇA: UM PAÍS; DOIS SISTEMAS

Nos últimos anos, o islamismo é o "menino querido" da comunicação social no Ocidente.
Por mais atos selvagens, matanças em nome de ALLAHU AKBAR (ALÁ É GRANDE), as redações dos media, de forma sistemática, entram numa loucura demencial a inventar desculpas para os criminosos. E os insultos e calúnias de xenofobia, racismo, populismo, extrema direita e islamofobia são vomitados diariamente por quem desculpe e defende a barbárie!

Muitas selvajarias islâmicas são escondidas e censuradas.
Artigos de opinião e ""estudos"" fogem sempre à História de crimes, violência, destruição, ódios que são a essência do islamismo desde há 1400 anos!

A credibilidade de TVs, rádios, jornais bate no fundo do poço.
Felizmente, hoje há muitos meios de obter a VERDADE dos acontecimentos, das políticas, dos personagens, que vão desde o simples vídeo de telemóvel aos blogs, e jornais digitais.

A diferença entre a realidade e as notícias que nos vendem é aterradora.
Só uma muito boa informação nos permite saber com segurança o que se passa no Mundo.

Depois de muitas pesquisas e obtenção de dados concretos ( por exemplo, a tradução do AL QURAN para português..) iremos dar um contributo, pequeno é certo, mas indestrutível, inquestionável, e muito bem fundamentado para a defesa da civilização.

Voltemos ao título.
A França é o país da Europa com maior número de muçulmanos e dos mais antigos.Rondam os sete milhões.
Com os milhões do petróleo árabe ( enquanto os "irmãos" de outros países como Bangla Desh, Afeganistão, Mali, Somália, etc vivem na miséria..) construíram milhares de mesquitas de luxo e atuam diariamente acima da Lei: é frequante vermos fotos de centenas de muçulmanos ocupando ruas e avenidas virados para Meca, de joelhos e cara no chão, impedindo o normal trânsito de pessoas e veículos, sem que nada lhes aconteça.
As manifestações "espntâneas" surgem dariamente, sem pedido ou licença das autoridades competentes.

Mas o pior é a "cultura" e "civilização" que vão impondo.
HÁ CERCA DE NOVECENTOS BAIRROS OU PEQUENAS CIDADES ONDE NEM A POLICIA NEM OS BOMBEIROS SEQUER SÃO AUTORIZADOS A ENTRAR!.
Muito menos a justiça da Lei civil Francesa.
São as chamadas ""NO ENTRY ZONE""  ou ""NO GO ZONE"".
Aliás, também existentes nos outros países da Europa com muçulmanos.

Com "policias" islâmicos, a lei que aplicam é a SHARIA., ou seja, não há direitos de defesa em tribunal, (porque a palavra do homem (???) por exemplo, faz lei, a mulher é um ser inferior), ensino da matança do "infiel", do prémio das 72 virgens, da aceitação islâmica da pedofilia, poligamia, dos "crimes de honra", da violação de infiéis, ou seja, a barbárie no seu esplendor.

Pior ainda: das mais de mil associações islâmicas, há cerca de DUZENTAS QUE DEFENDEM PUBLICAMENTE A MATANÇA DE MULHERES À PEDRADA SE TIVEREM RELAÇÕES SEXUAIS ANTES OU FORA DO CASAMENTO!

Tudo isto sem que haja indignação das ""feministas"" ou ""progressistas"", na França e por esse mundo fora......

Além da China, a França é um país de dois sistemas: um, civilizado,  com fundamento nos Direitos Humanos, constitucional e cívico. Outro, baseado na SHARIA, que domina já milhões de cidadãos.
Mas ao saírem da zona SHARIA, os muçulmanos exigem os direitos constitucionais franceses!

A diferença entre as taxas de natalidade ( 7 ou 8 filhos por mulher muçulmana; à beira de 2 por mulher europeia), mais o contínuo fluxo de migrantes, vão aumentar as "no entry zone",  o ensino fanático e totalitário do islamismo, e os crimes contra inocentes, seja assaltos, violações ou assassínios.

Cada vez mais, a França será um país , dois sistemas....

até à vitória da barbárie?
Temos esperança que não. Os Franceses enfrentarão os crimes hediondos do islamismo, e ficarão cientes da necessidade de mudança radical.
Há já cerca de vinte milhões de Franceses que desejam essa mudança.
Estamos optimistas.

Etiquetas: , , , , , , ,

6.10.15

Eleições Legislativas 2015: Verdade Nua e Crua

Depois de terem falado os políticos, "analistas", "comentadores", "cientistas políticos(???)", em regra sem alterações de conteúdo, ou seja, com respeitinho pelo "politicamente correto", chegou a vez de dizer aquilo que deve ser dito principalmente quando não se quer ouvir.
Quer se queira quer não, o Governo+ PSD+CDS ganhou as eleições; e o PS/ António Costa perdeu.
Isto é o essencial, porque com todas as críticas ferozes à "austeridade" deste Governo, a verdade é que ficou em primeiro lugar em votos e deputados, apesar de nos últimos dias ter obtido sondagens mais favoráveis do que se verificou nos votos.
Mas podia ter ganho por maioria absoluta! Sem dúvida!
Porquê? 
Vamos tentar apontar os erros cometidos pela Coligação/Governo
Não disse a VERDADE aos portugueses em 2011: Ainda hoje não consigo encontrar fundamentos racionais para o medo que este Governo tinha/teve em falar na gestão ruinosa de Sócrates que levou o País à bancarrota e ao pedido de empréstimo de 78 MIL MILHÕES de €uros em 2011. Nos últimos meses, ao navegar por redes sociais, apercebia-me que a maior parte das pessoas nem sabia sequer que a troika tinha emprestado €€€€ a Portugal; pensavam que tinha sido chamada para tirar €€€ aos pobres e dar aos ricos! Isto, claro, fruto da propaganda da extrema - esquerda e dos aliados TVs,rádios e jornais. Extrema - esquerda que oficialmente ( ai de quem diga o contrário...) é chamada nos media de ...."à esquerda..."! Apenas uma percentagem relativamente pequena instruída (10%; 15% ?) sabia do empréstimo. Para dar força a esta "ignorância" do povo, o Governo/RTP convidou Sócrates para comentador....!!! Ora se Sócrates falava na RTP/Governo, é porque não tinha sido mau governante, e, portanto, essa treta da bancarrota e do pedido de empréstimo era tudo................exatamente......treta!
Inacreditável como se cometem erros políticos destes; pior que dar tiros nos pés.
O que a Coligação/Governo devia ter feito era uma declaração solene com dados concretos, números incontestáveis da bancarrota, dos juros, dos défices, das datas em que os €€€ iam definitivamente faltar e dos valores e das Entidades que nos emprestavam os €€€€ para evitar a bancarrota e consequências: falta de salários, reformas pensões, subsídios,despesas de hospitais, etc... , logo no início do mandato. E da necessidade absoluta de cumprir medidas duras, rigorosas, dolorosas, dramáticas que iam provocar pobreza para obter €€€ exatamente para salários, subsídios (desemprego; abonos de família, etc.) Explicar a VERDADE NUA E CRUA!
Mas não. Era o resgate..era o ajustamento, era a assistência era a emergência...sei lá   palavras ocas, abstratas..  tudo menos a verdade nua e crua. 
Sabendo os portugueses a verdade nua e crua em 2011, era muito fácil ao Governo/Coligação agora, em 1015, dizer: sim, foi doloroso, difícil, criou problemas, pobreza, mas........conseguimos! derrotámos a bancarrota! E os portugueses iam ter total confiança nesta coligação e na continuação da recuperação económica!
Paulo Portas e o CDS ainda afloravam de vez em quando esta estratégia; mas por qualquer motivo....não faço ideia.....ficava pelas entrelinhas. Sim, no fim do mandato, os elogios aos empresários e aos investimentos arriscados e ás exportações davam a entender que talvez a estratégia do CDS fosse, desde o início, a correta. Mas não foi a da Coligação/Governo.
2º Miguel Relvas: fartou-se de cometer erros atrás de erros! E não me refiro à licenciatura. Tinha como obsessão criar problemas a Portas, em vez de os criar à oposição. Numa situação de "emergência" financeira do País, com situações graves de situação económica, isto era paranóia pura. Mas não se deu por contente e...continuou. Meteu-se numa "reforma" administrativa autárquica que criou monstros burocráticos, distribuiu pessoas estreitamente ligadas ao PS por Gabinetes de membros do Governo ( claro, não iam dizer nada ao PS, iam ajudar o governo até à morte!) fugiu da investigação da corrupção socialista em grande escala nas autarquias (parcerias com Jorge Coelho?), enfim........o grande culpado da gigantesca derrota do PSD nas eleições autárquicas de 2013, que, obviamente, provocou danos na motivação e na sequência da governação.
3º Birrinhas: as birrinhas deste Governo/Coligação só provocaram hostilidades, ódios, juras de não votar "neles".... perda de milhares de votos e nada de útil e proveitoso ao País. Refiro-me ao corte das tolerâncias de ponto no carnaval, na época do Natal/fim de ano, alguns feriados, um regime totalitário-persecutório de roubar à grande nas coimas nas portagens (abriram os olhos e puseram os pés no chão...) enfim, parecia haver raiva contra os portugueses! Birrinhas que levaram à fuga de milhares de votos, não há dúvidas.
4º TVS,Rádios, jornais: nada de novo, já era de esperar e, portanto, a coligação devia estar prepara da para isto. Costa andou anos na TV do militante nº1 do PSD a fazer campanha ( sucedeu-lhe o miúdo desconhecido Presidente da CM de Lisboa já em campanha para ganhar em 2017, isto debaixo do nariz do militante nº 1 do PSD...), a TVI, DN,JNoticias, Público foram autênticas máquinas de marketing do PS, os telejornais começavam quase sempre com as contestações ao Governo ( na era Sócrates/PS era o contrário, começavam com propaganda do governo de então) e, last but not the least, o Governo/RTP colocam o Sócrates a convencer os portugueses que nunca houve bancarrota ( essa história de provocar confusão com várias chefias a falar é pura fantasia: para o povo, é tudo PS, não querem saber de fações ou sensibilidades.

Passemos, agora, aos outros Partidos. É fácil.

PS: Partido sem responsabilidade política nem sentido de Estado nem coluna vertebral, vocacionado para os negociatas à custa do Estado (basta olhar para os milhões que Sócrates "ganhou" e para a corrupção na Câmara de Lisboa...), não conseguiu deitar as mãos ao aparelho de Estado. Consequência lógica: é necessário um líder que coloque o partido no poder para "ganhar" os milhões. Começou a época das facadas uns aos outros. Nada de especial.

BE: Um grande "vencedor"! Diz toda a gente. 
Nada disso. Estes votos são meteoros que vão desaparecer. O BE ganhou à custa do Syriza, ou melhor, à custa da intoxicação provocada pelas TVs com a vitória do Syriza na Grécia. As TVs entraram numa euforia infinita: ia acabar a austeridade, a Merkel era pior que todos os diabos, não iam pagar as dívidas, mas os credores eram obrigados a emprestar. Durante semanas, eram dezenas de minutos a abrir as notícias com este paraíso que o Syriza ia iniciar na Grécia e alastrar por toda a UE. PS, Hollande e nem sei quem mais alinharam.....
Depois, caiu com estrondo a realidade: os €€€ saíam a toda a pressa, bancos fechados, levantamentos reduzidos a SESSENTA €UROS depois ainda menos. Fome...miséria..falta de € para reformados, desempregados, hospitais, etc...etc... AH , mas estas notícias ficavam para o fim, em poucos segundos, a toda a pressa, se possível inventando desculpas para o Syriza.. Tsipras, ambicioso, agarrado ao poder, deu dezenas de saltos mortais com piruetas......... e lá foi estender a mão e pedir €€€ para evitar a morte de milhares de seres humanos à fome e na miséria.
Syriza tornou-se numa palavra maldita. 
As fotos do Louçã com o Tsipras arderam. Nunca mais foram publicadas!!!  TVs, nunca, mas nunca mais....Não esquecer que os "media" são imparciais... e objetivos.
Mas a intoxicação gigantesca deixara milhares............intoxicados...e lá foram votar no Syriza/BE.
Nas próximas eleições autárquicas, o BE vai voltar a desaparecer....ponto final parágrafo!

PCP: nada de novo: idosos intoxicados pelo MFA/PCP e jagunços; mais os "jovens" intoxicados pelos professores dos sindicatos comunistas. Cuba é um paraíso, sabiam?
Estaline nem moscas matava: apenas "controverso" ( como disse a TVI há dias e merecerá um post...). Sendo assim...enfim, coitadinhos destes jovens e de..........Portugal!

Etiquetas: , ,